Castro Soromenho

Inicial

Castro Soromenho

“Ao afirmar-se que Castro Soromenho passou do romance poético ao romance realista é isto que se quer dizer. Não se faz mais que sublinhar esta degradação da epopeia em apodrecimento, o que não quer dizer, todavia, que o escritor não tenha sido sempre um realista. Simplesmente foi a realidade que mudou, e era necessário, portanto, adotar o estilo que melhor conviesse às transformações do real para continuar o “verdadeiro”. Duas Águas sim, de facto, mas um edifício único, admiràvelmente construído, quer o doire o sol ou a noite o cubra.”

Roger Bastide, L´AFRIQUE DANS L´ŒUVRE DE CASTRO SOROMENHO, na tradução de Mário Pinto de Andrade.

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.