Castro Soromenho

16/02/2010

Maria da Glória de Brito: A desagregação da sociedade africana no romance Viragem

“O narrador ressalta a situação dramática vivida pelos auxiliares administrativos negros, desintegrados das suas comunidades, e inseridos num sistema precário, sujeito às arbitrariedades dos responsáveis hierárquicos. Se falham nas missões que lhes são incumbidas, são castigados e despidos das fardas e insígnias. Mas, nas suas tribos já não são aceites. Despojados da sua identidade, das suas raízes e das famílias (no sentido africano do termo) e rejeitados pelo sistema que alimentou a sua desinserção, eles ficam reduzidos a uma vida marginal, sem lugar na nova configuração política e social criada pela ocupação portuguesa.”

O artigo de Maria da Glória de Brito está disponível no sítio revues plurielles.

Anúncios

Rajada e outras histórias – 1a. ed.

Filed under: Capas de livros, Literatura — Tags:, — sobrecs @ 10:19

Editada pela Portugália, em 1943, com capa da Manuel Ribeiro de Paiva, a obra contém os contos: Rajada; Os escravos dos deuses; A árvore sagrada, A morte da “chota”; O lago enfeitiçado; Samba; Perdeu-se no caminho…; A voz da estepe.

Blog no WordPress.com.