Castro Soromenho

06/03/2011

Isabelita Maria Crosariol – O (não) lugar do cipaio no romance Viragem, de Castro Soromenho

“O artigo tem como objetivo analisar a representação do assimilado no romance Viragem, de Castro Soromenho. A personagem escolhida para tal reflexão é o cipaio Tipoia, cuja trajetória de vida – ainda que tenha pouco destaque na narrativa – claramente demonstra o não-lugar que esse polícia negro ocupa na sociedade angolana do início do século XX. Servindo de elo entre brancos e “indígenas”, Tipoia era ao mesmo tempo vítima do sistema colonial, e dele reprodutor. No entanto, é apenas ao perder seu cofió e sua espingarda – símbolos de sua adesão à cultura europeia – que ele percebe que, se não era considerado um indígena, tampouco era percebido como branco. Estava reduzido a nada.”

O artigo está disponível em pdf no sítio da revista Língua & Literatura, cujo volume 12, número 18, 2010,  é dedicado ao estudo das literaturas africanas e da diáspora africana.

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: