Castro Soromenho

11/12/2014

Mistérios da Terra (Mucanda-Cangongo), 1944

Filed under: Acervo Castro Soromenho, Capas de livros — sobrecs @ 13:25

Mucanda

Exemplar recuperado por Lúcia Ido.

Cândido Beirante, em Castro Soromenho: um escritor intervalar (p. 161), um dos trabalhos mais importantes sobre a obra do escritor, afirma:

“[…] os ritos de passagem da mucanda são inacessíveis aos estranhos – e aos brancos, obviamente –, dado o seu esoterismo. Pois bem, o secretismo do ritual não impediu que o autor (plenamente identificado com o respeito que esses ritos devem merecer) obtivesse uma soma imensa de informações que lhe permitiram escrever um opúsculo sobre a mucanda (232). Esta prova de iniciação, a que se submetiam os adolescentes de ambos os sexos, com cerimónias prenhes de significação mito-simbólica, é referida expressamente, às vezes com bastantes pormenores, nos textos ficcionais soromenhos. Jovens de idades compreendidas entre os oito e os dezoito anos participam na mais importante das provas de passagem: os ritos pubertários (circuncisão e iniciação). O ritual da passagem simboliza a morte e a ressurreição, isto é, entra-se na mucanda para se morrer (ritualmente) para a criança que se era antes, renascendo para o estado adulto, reconhecido no fim aos que tiverem sobrevivido às várias provas. […]

(232) […] Mistérios da terra […] As observações etnográficas soromenhas têm sido confirmadas pelos antropólogos angolanos posteriores.”

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: